Médico que operou Gabriel Jesus ‘salvou’ Guardiola e é venerado pelo técnico

Publicado por:

Publicado em :

jesus

Com uma fratura no quinto metatarso do pé direito, Gabriel Jesus viajou até Barcelona para passar por uma operação no local. Mas se ele joga no Manchester City, por que não se tratou na Inglaterra? A resposta é simples: por influência de Pep Guardiola.

Quem operou o atacante brasileiro na noite dessa quinta-feira foi o Dr. Ramón Cugat, que mora e atende na cidade espanhola e se tornou uma das maiores referências do mundo na área de traumatologia, artroscopia e cirurgia ortopédica. Antes de Jesus, dezenas e dezenas de jogadores já haviam passado pelas mãos do médico catalão. E a maioria foi levada por Guardiola.

A relação entre os dois começou há quase duas décadas. Pep, ainda jogador do Barcelona, sofreu muito com lesões no bíceps femoral (coxa) em determinado momento de sua carreira, entre 1997 e 1998, e ficou longo tempo inativo por conta disso. Perdeu até a Copa do Mundo da França. Observando aquilo de longe, a esposa de Ramón Cugat o incentivou a procurar Guardiola e dar sua opinião sobre o caso. O doutor de fato entrou em contato com o meio-campista, que gostou do que ouviu e levou adiante o diagnóstico, diferente dos 21 anteriores que os médicos do Barça tiveram. O departamento médico do clube e o então técnico Louis van Gaal aceitaram esse novo diagnóstico, e o problema de Guardiola enfim foi resolvido.

Ali nasceu uma relação de amizade e muita confiança entre Cugat e Pep. Ela foi intensificada quando o ex-jogador virou treinador do Barcelona. Por influência de Guardiola, nomes como Xavi Hernández, Eto’o, Fàbregas, Puyol, David Villa e Iniesta se trataram com o médico, quase sempre problemas de joelho.

Mesmo depois de deixar o Barça o técnico seguiu pedindo ajuda ao doutor. No Bayern de Munique, por exemplo, mandou Thiago Alcântara para Barcelona. E no Manchester City, ainda que tivesse pouco tempo de clube, enviou jogadores como Kompany e De Bruyne para se tratarem com Cugat. A fama do ortopedista hoje é mundial.

Apesar da forte relação com o futebol, o Dr. Ramón Cugat nunca trabalhou diretamente em um clube e garante que nunca o fará. Ele prefere estar aberto a atender muita gente e, consequentemente, atletas de vários times. Antes de Gabriel, o brasileiro que se tratou mais recentemente com o médico foi Rafinha Alcântara, do Barça, que se recuperou de uma ruptura de ligamento do joelho direito.

Após passar por cirurgia em um hospital de Barcelona nessa quinta à noite, Gabriel Jesus deve permanecer sob cuidados na cidade espanhola por dois dias, para ter alta em seguida. A previsão é de que ele fique fora de ação de dois a três meses. Com a lesão, o jogador não participa das próximas partidas do City e também desfalcará a seleção brasileira nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018: contra o Uruguai, em Montevidéu, em 23 de março; e contra o Paraguai, no dia 28, na Arena Corinthians (São Paulo).

A fratura, considerada normal no futebol, ocorreu no começo do jogo contra o Bornemouth, pelo Campeonato Inglês, e veio no momento em que Jesus iniciava de forma arrasadora sua caminhada no futebol europeu. Virou titular logo de cara, botando Agüero no banco de reservas. Ele estava indo para o quinto jogo pelo Manchester City, já com três gols marcados.

Fonte: Globo Esporte


Compartilhe esta notícia com os seus amigos


Comentários

Comentários