Leia também

DESDOBRAMENTO DA PÉS DE BARRO: PGR solicita novas medidas para investigar vínculos entre Wilson Santiago e Bosco Fernandes; VEJA DOCUMENTO

O Ministério Público Federal solicitou ao ministro do Supremo Tribunal Federal – STF, Celso de Mello, novas diligências no âmbito do inquérito desmembrado para apurar prática de desvio de recursos, fraude à licitação e peculato por parte dos investigados da operação pés de barro. O pedido aconteceu após o ministro determinar a soltura do prefeito de Uiraúna, João Bosco Fernandes, que é investigado pela operação. No seu pedido O MPF pediu ao ministro do supremo 60 dias para investigar inicialmente as ligações entre os investigados pela operação com destaque para João Bosco Fernandes e Wilson Santiago, a identificação das empresas ligadas aos grupos familiares destes dois investigados e periciar um contrato para apuar a possibilidade dos crimes de fraude à concorrência, superfaturamento e ausência de medições e de entrega dos produtos. Veja o documento abaixo: