Professor Rodrigo Sales fala sobre a Operação Gabarito: “Devem ser punidos exemplarmente”

Publicado por:

Publicado em :

O professor de Língua Portuguesa, Rodrigo Sales, esteve no bancada do Master News, programa da Tv Master, na noite desta sexta-feira (12), falando a respeito da Operação Gabarito que deflagrada nesta semana. Rodrigo ministra aulas preparatórias para concurso público há 15 anos.

A Operação Gabarito desarticulou um quadrilha que trabalhava com fraudes em concursos públicos na região Nordeste. O caso tem tido grande repercussão por os envolvidos serem professores de cursos preparatórios, servidores públicos do Detran-PB e até mesmo policiais.

Segundo Rodrigo Sales, o caso é muito complexo, pois a quadrilha praticava estas fraudes há mais de dez anos. Mas também ressalta a ação da Delegacia de Defraudações e Falsificações da Capital, na pessoa do delegado Lucas Sá, que já vinha investigando casos de fraudes em concursos.

Ao ser questionado como esta quadrilha conseguiu agir por tanto tempo, considerando a segurança praticada em provas de concurso como também em provas para ingresso nas universidades, o professor afirmou que “à medida que a tecnologia pra barrar, avança, os bandidos também se aprimoram”.

Os bandidos tinham acesso ao gabarito através de um professor infiltrado que resolvia a prova rapidamente e saía da sala o quanto antes com as respostas corretas e repassava estas informações para os candidatos através de pontos eletrônicos.

Sobre os métodos que a quadrilha utilizava para ter contato com alunos/candidatos, Sales destaca que “a internet facilita esse tipo de comunicação. Existem grupos de whatsapp, facebook. A facilidade pra encontrar informação é muito grande”.

Segundo o professor Rodrigo, o grupo é “especificamente da Paraíba, mas eles atuavam no Rio Grande do Norte, Alagoas e Piauí a 10 anos”.

Rodrigo diz também que “devem ser punidos exemplarmente”. “Não importa a que nível precise chegar. Até mesmo chegar a anular o concurso”, acrescenta.

Leia Também:   SEM SAÍDA: Foragido da Operação Gabarito, agente da PRF se entrega à Justiça

DAQUI PRA FRENTE

“Qualquer investigação é sempre positiva. A operação está no inicio e já tá com vinte mandatos de prisão. Isso é positivo”, diz Rodrigo.

Sobre a possibilidade de seus alunos terem sido beneficiados, Sales diz que espera ” sinceramente que não. Nem aqui, nem recife e campina grande”. “Espero que eu tenha conseguido em minhas aulas mostrar que o caminho ético é o único a ser buscado”, completa.

Fonte: A Redação

Créditos: Estagiária Érika Soares


Compartilhe esta notícia com os seus amigos


Comentários

Comentários