Dilma emite nota sobre situação de Temer e pede ‘Diretas Já’ para o Brasil

Publicado por:

Publicado em :

Em nota divulgada nesta sexta-feira, a presidente deposta Dilma Rousseff já se posicionou em relação ao pós-Temer.

“Na democracia, a regra é clara: o poder emana do povo e em seu nome é exercido. Nenhuma eleição indireta terá a legitimidade para tirar o país do abismo em que foi mergulhado. A única saída para a crise é eleições diretas, já!”, diz ela.

Pego em flagrante participando de diversos crimes, Michel Temer vive seus últimos dias e até a Globo publicou editorial defendendo sua renúncia.

O responsável pela tragédia brasileira, Aécio Neves, foi desmoralizado e classificado como “risco à ordem pública” pelo ministro Edson Fachin.

A grande questão, agora, é evitar “o golpe dentro do golpe”, que seria a eleição indireta, sob controle das mesmas forças, que lançaram o Brasil ao abismo.

Leia a íntegra da nota de Dilma:

“A crise política, iniciada em novembro de 2014 com a recusa dos golpistas em aceitar o resultado das urnas, foi agravada pelo impeachment fraudulento.

O Brasil continua sangrando com os retrocessos impostos pelo governo golpista. Agora está sem rumo, diante das graves acusações lançadas nos últimos dias.

Na democracia, a regra é clara: o poder emana do povo e em seu nome é exercido. Nenhuma eleição indireta terá a legitimidade para tirar o país do abismo em que foi mergulhado.

A única saída para a crise é eleições diretas, já!”

Leia Também:   Base aliada consegue adiar votação da PEC das eleições diretas

Fonte: Brasil 247


Compartilhe esta notícia com os seus amigos


Comentários

Comentários