RÉVEILLON E DOR: E eu ali, sombrio e soturno, chorando pelo meu pai. Isso me aproxima ainda mais dos que sofrem ! Por Gilvan Freire

Publicado por:

Publicado em :

ciro-freire

Gilvan Freire

UM TRIBUTO RESERVADO À TRISTEZA

Era 31 de dezembro. Noite. Pensei em ir a algum lugar entre os combinados em família. À casa de Ricardo Marcelo com Trocolli Jr, depois do culto de Pr Estevam. Mas a memória de meu pai me levava a atos solitários e tristes. Ninguém é obrigado a ser o que não pode ser.

Pedi a Fátima para ficarmos em casa (na granja), sozinhos. Não teria alegria para retribuir a quem nos dava. Poderia até inibir a alegria dos outros. Foi bom – o possível para cada um de nós em seus limites e circunstâncias.

Recebi mensagens pelo telefone e centenas de mensagens pelo FACE. Me imaginei meio assim : como alguém sentado naquela cadeira de balanço da gerdau que dei a meu pai, no alpendre da casa grande da fazenda Roças, onde nasci, de lá vendo uma Festa de Ano no pátio, com mais de mil amigos se divertindo, felizes, me fazendo um brinde com os cálices alevantados.

E eu ali, sombrio, soturno, fora do padrão de todos os dias, como se aquele alpendre e aquela cadeira de balanço fossem o única pátio e mundo em que me cabia – eu e minha alma recolhida e solitária, puxando conversa imaginária e muda com meu pai.

Mas os brindes e cálices alevantados por tantos amigos, cada um me dizendo uma palavra de conforto e paz , foram um bálsamo a meu espírito abatido pela ausência de Seu Ciro. Pensei : que tudo seja transferido a meu pai, que está sendo lembrado e reverenciado pelos amigos mais amados de seu filho.

Falaremos brevemente sobre essas diversas relações entre um filho e seu pai, por que em sua grande parte é coisa que toca a outros filhos e pais. Chorando pelo meu, choraremos juntos. Isso me aproxima ainda mais dos que sofrem. Obrigado por tudo.

Leia Também:   DEZ TORPEDOS GALDINIANOS: Agora, Pedro Cunha Lima, está mandando recados para Romero. Será que é tudo encenação ? - Por Rui Galdino

Fonte: POLEMICA

Créditos: gilvan freire


Compartilhe esta notícia com os seus amigos


Comentários

Comentários