Eleições/2018: Maranhão X Gervasinho, um confronto que começa a se desenhar. Anotem!

Publicado por:

Publicado em :

Eleições/2018: Maranhão X Gervasinho, um confronto que começa a se desenhar. Anotem!


Por Rui Galdino Filho ( advogado e jornalista )

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. A política é realmente muito dinâmica, como disse em boa hora, o ex-deputado, Manoel Gaudêncio, pai do meu amigo, Delano. E referindo-se à política paraibana, esse dinamismo, é maior ainda! Pois bem. Aqui, mal se termina uma campanha, e já se começa a outra. Antes mesmo, da diplomação e posse dos eleitos, a campanha eleitoral seguinte, já começa nos bastidores e também nas ruas.

Todos sabem, que tenho defendido a UNIÃO política na Paraíba, mesmo sabendo ser difícil ou até mesmo, como dizem alguns, impossível, vou continuar defendendo esta tese, pois, entendo ser o melhor para o futuro do nosso estado. Para mim, o impossível só prevalece e reina, quando o possível não chega, ou seja, assim como o diabo corre da cruz, o impossível corre do possível. Essa minha crença e tese, não é apenas com relação à política, e sim, com relação a tudo na vida, pois, na vida tudo é relativo.
Quando defendo a união política entre Cássio, Ricardo, Maranhão, Lira, Lígia, Gervasinho, Cartaxo, Romero, Veneziano, Luiz Couto, etc, é por que entendo, que já está passando da hora, de toda essa turma, baixar as suas armas e verdadeiramente somarem forças para ajudarem mais a nossa Paraíba e seu povo. Até por que, existem grandes precedentes, onde todos eles, já estiveram juntos e misturados em eleições passadas.

Na verdade, o que tem os diferenciados, com raras exceções, são os interesses pessoais e de grupos do momento, que se resume apenas, na luta pelo poder. Então, com a união de todos, teremos uma eleição mais barato, todos serão contemplados e a Paraíba será a grande vencedora e beneficiada. Eu sei, que alguns poucos, perdem vantagens e privilégios com a união de TODOS, e por isso, não querem nem ouvir falar nessa tese, principalmente, alguns órgãos de imprensa, que torcem para ver o circo pegar fogo, pois, vivem disso e eu até compreendo.
Respeito as opiniões em contrário, no entanto, penso diferente, pois, penso na maioria e num futuro melhor para o nosso estado. Todo santo dia, aparece uma chapa nova para 2018, fulano lança beltrano, outros, saem da toca para aparecer, e as especulações são grandes, porém, nada de concreto. Eu mesmo, já especulei lançando algumas chapas, e soube que alguns, quase endoidecem. Ô povo fraco!
Mas, o ideal será a união de todos para 2018 e vou continuar defendendo esta tese. Já imaginaram a seguinte chapa: Lira, para Governador; João Azevedo, para Vice; Ricardo e Cássio, para Senadores? E aí, Lucélio, poderia ser o 1º suplente de Ricardo, indicado pelo PSD e Lígia, indicaria, seu filho Renato, para ser o 1º suplente de Cássio, etc, etc, etc. Isso, é apenas uma tese para unir TODOS, se for o caso. Porém, outras chapas com possibilidades de união, também podem surgir, sem problema, o importante é que haja a união de todos em 2018.
Bom, e se não houver nenhuma união, que venha a guerra e vamos à luta! E aí, vença quem for melhor ou quem errar menos. No quadro político atual e de acordo com os últimos acontecimentos, já começo observar, que poderemos ter no próximo ano, uma disputa para o governo do estado entre o senador Maranhão ( PMDB ) e o deputado Gervasinho ( PSB ). E aí, vamos ver como vão se comportar Lígia Feliciano e Luciano Cartaxo!

Leia Também:   ISOLAR CÁSSIO E MARANHÃO: E se Ricardo apoiar um dos Cartaxos em 2018? - Por Rui Galdino

Um fato: Ricardo, deixa o governo em qualquer hipótese. Podem anotar! Outro fato importante: Cartaxo, só deixa a prefeitura para ser candidato a governador, com possibilidade real de vitória, pois, não vai aventurar.
Anotem também! Já imaginou se Cartaxo, se sentir escanteado pelo seu grupo, resolver ficar na prefeitura e decidir lançar seu irmão Lucélio, como 1º suplente de senador de Ricardo Coutinho?
Além disso, Cartaxo, ficando na prefeitura, deverá também, querer eleger a sua esposa Maisa, deputada estadual. E merece! Então, com isso, estariam juntos mais uma vez em 2018, Ricardo e Cartaxo, e essa nova união, iria se refletir para alhures, pois, Ricardo, voltaria para prefeitura em 2020, sucedendo Cartaxo; Lucélio, se tornava senador por 6 anos e Maisa, se elegeria facilmente, deputada estadual.
Continuarei pregando a união de todos, que denomino, a CHAPA DOS SONHOS, mas, se esta união não acontecer em sua totalidade, poderemos ter sim, pelo menos a união entre o governador Ricardo e o prefeito Cartaxo, dois grandes líderes e gestores, e que juntos, tornarão João Pessoa e a Paraíba, ainda melhores. Portanto, sendo assim, em 2018, Ricardo, sai do governo; Cartaxo, fica na prefeitura, e aí, deveremos ter uma disputa para o governo do estado entre, Maranhão X Gervasinho. Anotem!

ADELANTE!

 

Fonte: polemica

Créditos: rui galdino


Compartilhe esta notícia com os seus amigos


Comentários

Comentários