CÁSSIO QUER: Por que Cássio bate na jugular de Ricardo e Cartaxo e Maranhão não ? Por Walter Santos

Publicado por:

Publicado em :

Cássio radicaliza para ser contraponto a RC em 2018

ricardocassio2

Está tudo muito longe aparentemente, mas no cotidiano precoce da Paraíba são muitos os movimentos, mas poucos os que se consolidando para valer na direção de 2018, quando haverá disputa para o Governo e 2 vagas no Senado Federal.

A dados de hoje são visíveis as ações e discursos duros do senador Cassio Cunha Lima contra a gestão Ricardo como a querer ocupar o espaço de contraponto em 2018 do tipo ocupando o espaço geral da Oposição.

SÓ ELE BATE

Ninguém precisa ser Doutor em Ciência Política pelo CCHLA da UFPB para atestar que nem o senador José Maranhão nem o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, jogam na jugular como Cássio cumpre esse papel.

Esta demarcação é tão forte que já dispõe até de reforço / apoio surgido de Campina Grande com o prefeito Romero Rodrigues lançando Cássio para o Governo.

CENAS DIFERENCIADAS

O próprio Cássio admitiu ao Blog que de fato pode ser candidato ao Governo.

Ele, a rigor, vive a dicotomia de estar muito bem referenciado na cena Nacional, enquanto no Estado enfrenta resistência e até queda na preferência popular, sobretudo se comparado a tempos atrás.

A posição de Cássio contra Lula e o PT mais os adversários dele da base do Governo RC fazem crescer a taxa de rejeição ao senador, especialmente na Capital, e isto precisa ser levado muito a sério.

ESTRATÉGIAS ADICIONAIS

Cássio conta ainda com o apoio do vereador Marcos Vinicius, presidente da Câmara Municipal, este nada contente com a atual realidade entre Executivo e a base parlamentar, o que faz Luciano Cartaxo achar que tinha razão em defender Durval Ferreira – mas isto de nada adianta mais.

O fato é que Marcos é PSDB e engrossou o bico ultimamente estando disposto a reforçar os planos do senador, tanto que já o recebeu no gabinete dias atrás.

Em síntese, a dados de hoje Cássio joga o jogo de pré-candidato ao Governo.

Enquanto isso, Luciano surfa na onda sem pressa, mas dispondo de alternativas – e não só a de Governo.

Fonte: WSCOM

Créditos: walter santos


Compartilhe esta notícia com os seus amigos


Comentários

Comentários